Album, EP ou Single?

Uma dúvida vem povoando minha mente como músico, jornalista e produtor musical: Qual o melhor formato para uma banda ou artista independente apresentar seu trabalho ao público pela primeira vez? Um álbum, um EP ou um single?

Durante décadas, antes da popularização do MP3 e dos downloads havia uma necessidade: para ouvir música era necessário pagar por uma edição de um trabalho. Via de regra, os artistas lançavam um disco pensado, nos melhores casos, como uma obra completa: a ordem das canções tinham alguma coerência e era pensado até mesmo no clima gerado pela música de abertura e encerramento de cada um dos lados. Era um processo refinado que exigia um certo bom gosto artístico. No início, existia a limitação dos pouco menos de 50 minutos do disco de vinil, que foram posteriormente expandidos para os 80 minutos do CD. Com os arquivos MP3, a limitação deixou de existir.

No exterior sempre funcionou muito bem a cultura do single, uma música lançada especifica e isoladamente. Normalmente, para complementar, alguma canção que não tivesse entrado no álbum ou alguma outra faixa com alguma relevância (como um cover ou uma versão acústica) eram incluídos no single como “B-Side”. No Brasil, apesar da certa popularidade dos compactos (discos de vinil de 7 polegadas), a cultura do single não vingou com o surgimento do CD.

Agora, com a internet como principal meio de divulgação e com o custo relativamente baixo para se gravar música em qualidade profissional, muitas bandas estão apostando nos EPs, trabalhos com poucas faixas que condensem o estilo e a qualidade da banda em questão.

Pois bem. Permanece a dúvida de que formato escolher.

Um EP é muito bacana pelo custo benefício. Gravar um álbum de 12 faixas demanda muito tempo, energia, dinheiro e dedicação, enquanto um EP vai, normalmente, custar de 20 a 40 % disso.  É uma idéia válida, mas que vai fazer com que a banda tenha pouco a mostrar e necessite, fatalmente, gravar um novo EP em, no máximo, um ano. Outra vantagem é que 4 EPs de 3 faixas significam 4 trabalhos, 4 capas, 4 lançamentos, 4 ações de marketing, etc. São quatro novidades para quem gosta da banda e isso, nos dias de hoje, vale mais do que uma novidade a cada dois anos, como acontecia com o álbum.

Um álbum,  já é uma obra completa. Existe ali muito mais dedicação, muito mais informação e muito mais arte. Através de um álbum full a banda expõe toda a sua identidade, sem cortes. Ainda é a melhor forma de decidir se você é ou não fã de uma banda. Não existe material a ser escondido e também inexiste o risco de ir ao show ou comprar merchandise da banda por causa de uma música genial enquanto as outras são fraquíssimas. Um álbum é sempre um trabalho mais sério e profissional. Demonstra que ali existe um artista de verdade que investiu muito naquele trabalho e que ali está o primeiro ítem de sua discografia. É a entrada oficial no mercado musical, status que um EP não traz. Sem falar que quando alguém gosta de um EP, fica ansioso por ouvir mais daquela banda, e isso pode ser positivo ou bem o contrário disso.

Ainda existem as bandas que vem apostando em lançar músicas de forma avulsa (singles). Isso é bacana porque consegue ainda mais as vantagens do EP. Porém, da mesma forma, consegue ainda mais as desvantagens do EP. A necessidade de reposição do material é enorme. Ninguém aguenta ficar ouvindo uma música apenas por muito tempo. Seria necessário uma rotina permanente de gravações para manter a atenção do público sobre a banda. É bem mais barato gravar uma, mas dá mais trabalho gravar uma por mês do que 4 a cada 4 meses ou 12 por ano. Outra vantagem é que é muito mais fácil um jornalista, crítico ou radialista ouvir seu trabalho quando recebe uma faixa do que as 4 do EP ou 12 do álbum full.

Album, EP ou Single?

Todos tem suas características muito próprias e a decisão soberana do artista deve ser ponderada e bem pensada.

Agora é com você.

PS: Fiz uma pequena lista de vantagens e desvantagens de cada formato. Espero que gostem.

ÁLBUM

Vantagens: Valor artístico, valor agregado, status, respeitabilidade, quantidade de músicas disponíveis.

Desvantagens: Alto custo, necessidade de boas canções que sustentem a audição de uma obra completa.

EP

Vantagens: Obra mais concisa, possibilidade de mostrar apenas as melhores faixas, baixo custo em comparação com o álbum.

Desvantagens: Obra se torna datada com mais facilidade, traz menos status que um álbum,  poucas faixas.

SINGLE

Vantagens: Maior facilidade para popularização do trabalho, escolha da canção mais forte, baixíssimo custo, sobram mais recursos para investir em outras ações.

Desvantagens: Necessidade urgente de uma nova gravação, saturação muito rápida, pode não refletir a identidade do artista.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by antonio on 15 de dezembro de 2011 at 12:36

    eate BRASIL, é maravilhoso pena que estes ministerios servem só para criar corruptos em vez de preservar as culturas, de qualquer pais respeitar o povo só ficam pensando em falcatrua o que este carro estará atrapalhando os outros 4.000 carros que ciculam na cidade como diz esta pessoa que felismente ou infelismente consegui andar neste carro que talves vai ficar mofando nas oficinas a onde tem mais de 1000 ambulancias paradas por falta de conserto enquanto o povo fica a DEUS dara por um socorro publico e os caras se preocupam com um carro que enfeita a grande cidade e traz lembranças de um grupo que simplismente era Ingles não era ingles era do mundo e VIVA OS NOSSOS MINISTERIOS e nossos ministros da educação, da cultura, da saude e outros quetais

    Responder

  2. Nos dias de hoje eu acredito em uma soma dos três formatos para se fazer um trabalho completo. Explico:
    A banda grava 4 músicas e lança uma por mês. Lá pelo quarto mês a banda grava outras quatro e no quinto mês lança um EP de oito músicas.
    Nos outros 6 meses a banda pode gravar mais 4 músicas e no final de um ano lança um álbum completo de 12 músicas.
    Dependendo de como for, em 6 meses já da pra ir lançando um novo single e começar o ciclo outra vez 😉
    Anotaram a fórmula do sucesso? hauhauhauaha =P

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: