Gilmar Mendes e a Vergonha Alheia Institucionalizada

Ontem fiquei devendo um post, que prometi no Twitter: falar mais uma vez sobre o ilustríssimo Ministro do STF Gilmar Mendes.

Para quem não lembra, Gilmar é aquele mesmo do diploma de Jornalista. Você pode dar um refresco na memória lendo aqui.

Na quarta-feira, dia 25, fiquei estarrecido diante da TV, com mais uma das presepadas de Gilmar Mendes. A pauta era a lei da Ficha Limpa, projeto de iniciativa popular que reuniu através da Internet mais de 2 milhões de assinaturas e que virou lei, tornando inelegíveis uma série de filhos da puta de carreira nomes expressivos da política nacional.

Pois Gilmar Mendes se posicionou CONTRA a validade do Ficha Limpa já para essa eleição. Não fosse a postura um absurdo por si só, ele se superou em sua tosqueira falta de bom senso com argumentos dígnos de uma pessoa realmente alienada quanto à política.

Primeiro, o vídeo. A fala do ministro começa aos 2:20.

Agora as observações diante do discurso chocante de Gilmar Mendes a respeito do Ficha Limpa:

“Lei casuística, para ganhar eleição no tapetão”

Gilmar, seu afoito. Pare para refletir. O que o povo quer não é que alguém que ficou atrás na eleição se eleja. O que o povo quer é que a idiotice de quem vota em criminoso não seja legitimada. Aliás, o que o povo quer, na realidade, é que essas pessoas que já foram condenadas pela justiça sequer pensem em exercer cargo político novamente. Foi a forma que o povo encontrou de dizer que não quer gente suja na política e que política é coisa séria. O nome Ficha Limpa não é por acaso, sabia?

“Esse tipo de covardia qua faz a maioria contra a minoria”

Como assim, Gilmar? Uma população se mobiliza em torno de uma causa que acredita, que claramente trará benefícios ao país e que, acima de tudo, reflete o descontentamento e a frustração do povo quanto à impunidade na política e é chamada, com todas as letras por um ministro do STF de COVARDE? Isso é uma ofensa das maiores que eu conheço. Além disso, covardia da maioria contra a minoria? Da maioria de pessoas sérias contra a minoria dos canalhas, só se for. Aí, sim.

“Isso não tem nada a ver com o princípio da moralidade. Ela (a lei) por si só é uma imoralidade”

Que? Tornar inelegíveis os canalhas é imoral agora? Ser honesto e coerente pelo jeito também é.

“É esse constrangimento que nós temos que assumir diante do país”

Constrangimento??? Constrangimento de aprovar o Ficha Limpa? Constrangimento pra quem? Pros envolvidos em esquemas nebulosos, só se for…

E, por fim, a minha preferida:

“É essa a responsabilidade que cai sobre o STF. Em nome do moralismo chancelar fórmulas que podem flertar com o Nazi-Fascismo”

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUHUAAHUHUAHAUAHUHUAHUAHUAUHAHUA

Mas é um FANFARRÃO esse Gilmar!!!

Puta que pariu… é de chorar de rir… Não né? Numa boa… nem vou comentar esse…

Sinto vergonha alheia de Gilmar Mendes e dos outros quatro ministros que não tiveram coragem e dignidade para dar parecer favorável àquele que talvez seja o primeiro evento a representar, de forma clara e legítima, a palavra democracia nesse país tosco.

Mas, verdade seja dita, ele sabe como entrar para a história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: