Discos Ruins de Grandes Bandas

Todos nós cometemos erros. Com as grandes bandas não seria diferente. Toda grande banda já pisou na boa e nos proporcionou aquele escorregão que acabou virando um disco empoeirado ou uma pasta onde nunca clicamos. Separei 10 deles e  espero seu comentário a respeito desta singela seleção.

============================================================

St. Anger

(Metallica)

Epic Fail. Uma banda como o Metallica, um dos expoentes do seu estilo, gravando um álbum sem baixista (o produtor Bob Rock ficou responsável pelas 4 cordas) e com um timbre de bateria que entrou para a história como “o pior de todos”. Conheço muitas pessoas, mas não conheço gente que gosta desse álbum.

============================================================

Pop

(u2)

U2, banda cabeça, inteligente, centrada, aparece fazendo algo que não dá pra definir. Não sou fã do U2, mas neste se superaram. O clip de “Discotheque”, primeiro single do álbum, lembra o glorioso Village People.

============================================================

Music From The Elder

(Kiss)

Disco que foge totalmente ao estilo do Kiss, apreciado apenas pelos fãs        mais xiitas, aqueles que não conseguem falar mal dos mascarados em nenhuma circunstância. Contou com a parceria(???) de Lou Reed na maioria das canções. Quem tem amigo assim…

============================================================

Chinese Democracy

(Guns ‘n’ Roses)

Aqui faço uma ressalva: é um disco considerado ruim, mas não necessariamente uma pisada na bola. É um disco razoável, mas que de forma alguma justificaria uma espera de 13 anos. Honestamente, nem um novo “Appetite For Destruction” justificaria. Entra na lista por respeito à opinião pública.

============================================================

Just Push Play

(Aerosmith)

Jaded.

Ponto.

============================================================

Nº 4

(Stone Temple Pilots)


Após três discos excelentes o quarteto surge com composições fracas. Muito fracas.

============================================================

Puro Extase

(Barão Vermelho)

Uma das maiores bandas de Rock and Roll do Brasil retorna de um hiato com um disco que “flerta com a música eletrônica”. Podemos destacar também o visual tosco do Frejat, com cabelos curtos e um topete dourado. Um clássico da tosqueira.

============================================================

Rock and Roll Is Dead

(The Hellacopters )

A banda sueca que atingiu seu ápice com a obra prima “High Visibility” e com o excelente “By The Grace Of God” lança seu último álbum autoral com uma pegada bem mais leve. Canções com freio de mão puxado pouco remetem ao “High Energy Rock and Roll” que a consagrou. O nome, de certa forma, soa irônico até.

============================================================

Kid A

(Radiohead)

Depois do genial “Ok Computer”, um dos álbuns mais aclamados da história do Reino Unido, o líder esquisitão do Radiohead, Thom Yorke, dispensa os ótimos guitarristas e lança um álbum com música do Macintosh (excelente definição proporcionada por meu amigo Angelo Borba). Embora seja um álbum cult, destoa totalmente do trabalho do Radiohead e frustrou muitos fãs na época.

============================================================

Amnesiac

(Radiohead)

Sobras de estúdio do Kid A. Acho que isso diz tudo.

============================================================

Se gostou ou discorda de algo, não deixe de comentar. Lembre-se de que é apenas uma lista, não leve as coisas tão a sério, ok? 😉

Dedicado ao Moita pela inspiração. Agradeço a indicação de “A Twist In The Mith”, do Blind Guardian, mas infelizmente não ouvi o disco.

Anúncios

11 responses to this post.

  1. Gosto do Pop (Não gosto de U2, deve ser por isso), acho Puro Êxtase legalzinho e nada o Radioeca presta.

    Responder

  2. Posted by Jonas on 13 de agosto de 2010 at 19:49

    Ah…me esqueci…

    Estranho, cadê o Iron Maiden nessa lista? [2]

    Responder

  3. Posted by Jonas on 13 de agosto de 2010 at 19:47

    No Just Push Play o Aerosmith errou nos singles, na minha opinião. Tem musicas melhores para serem trabalhadas ali do que Jaded e Fly Away Form Here.

    Quanto ao Guardian…vou seguir ouvindo o A Night at the Opera.

    Responder

  4. Posted by Murilo Bittencourt on 12 de agosto de 2010 at 14:15

    Eu não estou dizendo que o álbum é bom, mas tu já ouviu Just Push Play?
    “Preconceito detected”. hueuheuhe

    Tu julgou assim por causa dos cabelinhos modernosos deles e de singles que tu não gostou.
    Mas de repente teria ouvido o álbum e gostado. Talvez gostado muito. Sei lá…
    Acho injusto o álbum estar na lista. Mas se tu já ouviu, retiro tudo que disse! huauhahu

    Ah, o Aspone gosta do St. Anger !!!

    Responder

  5. Posted by Vítor on 12 de agosto de 2010 at 14:03

    Estranho, cadê o Iron Maiden nessa lista?

    Responder

  6. Oi meu velho.
    Não poderia deixar de comentar…
    Concórdo com praticamente toda a lista…
    Só faça uma ressalva e meia!!! hehehehehehe
    Eu acho bacaninha esse disco do Aerosmith e curto Jaded, acho um bela música com uma pegada bem pop. Acho que mostra a capacidade e a qualidade que o pop tem quando é feito por uma banda com a qualidade do Aerosmith. É o tipo de obra que vc precisa ouvir de mente aberta procurando apenas diversão… sem levar em conta a história da banda.

    Já o Kid-A do Radiohead tem umas três múiscas que acho muito legais.
    Mas definitivamente abrir mão de dois bons guitas pra fazer barulinho é bem triste.

    😉

    Abraço meu velho !!!

    Responder

  7. Posted by Jonas on 12 de agosto de 2010 at 11:39

    A “Girls of Summer” não faz parte do “Just Push Play”.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Just_Push_Play
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Girls_of_Summer

    O Aerosmith gosta de lançar musicas ineditas em coletaneas, e esse foi um caso. O disco segue não sendo bom, mas o Aerosmith tem albuns piores.

    O “Night in the Ruts” e o “Rock in a Hard Place ” seriam exemplos melhores.

    Responder

  8. Posted by Moita on 12 de agosto de 2010 at 4:04

    Concordo com 90% do post… só discordo no Chinese.. e Deus sabe como eu fui preconceituoso sobre esse CD. Acho q ele é bastante diferente. Concordo que ele não compensa os 13/14 anos de espera. Mas acho ele superior à “razoável”. E a unica pisada na bola do Blid Guardian pra mim foi esse ATITM, bom saber que tem pessoas que não ouviram… gostaria que ninguém tivesse ouvido…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: