Carta Aberta aos Jogadores de Futebol

Prezado Jogador de Futebol

Diante de diversas coisas que se repetem ao longo dos anos no Futebol Brasileiro, resolvi escrever essa pequena carta, direcionada aos jogadores que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Não é uma forma de agressão, mas de expressão do descontentamento com essa rotina enfadonha.

Hoje em dia um jogador de futebol de Primeira Divisão ganha muito dinheiro. Quando eu falo muito dinheiro, me refiro a salários com 5 ou 6 dígitos. Muito mais do que a maioria dos empresários de sucesso no Brasil. Muito mais do que a imensa maioria dos trabalhadores brasileiros, que sacrificam uma pequena porcentagem de seus salários comprando um ingresso para uma partida de futebol. Enfim, uma minoria privilegiada, quando se fala de renda mensal (renda essa que pode, ainda, ser reforçada por direitos de imagem, publicidade e outros acordos comerciais).

Você, jogador de futebol, faz parte ainda de uma outra minoria. A minoria dos que conseguem ser remunerados para fazerem o que mais gostam. Além de receberem a sedutora remuneração já citada, ainda o fazem através do futebol, esporte que a maioria dos brasileiros pratica por pura diversão. Ganhar um bom salário se divertindo é, realmente, para poucos.

Sabemos que existe cobrança. Sabemos que existe pressão. É uma torcida inteira, via de regra numerosa, confiando no seu trabalho. Confiando na sua dedicação. No seu esforço e no seu comprometimento. E se um clube oferece a você um salário tão acima do mercado, não é por benevolência. É porque sabem que o Futebol é uma coisa muito séria.

Se você, jogador de futebol, acha que ganha um salário na casa dos “vários mil reais” por causa do seu futebol, lamento ser tão claro: não é. Você não joga muito. Você não desequilibra. Pessoas que desequilibram não existem mais. A última Copa do Mundo provou isso. A razão de seu Imposto de Renda ser tão maior que o nosso é apenas essa: Um clube confiou a você a importante função de vestir uma camisa que o representa e honrá-la através de sua decicação. E provou essa confiança em dinheiro.

Do outro lado, caro jogador, existe a torcida. Uma imensa massa que ama a camisa que lhe deram.

Essa torcida sabe da importância do clube. Conhece sua história. Comparece ao estádio para apoiar seu time do coração. Tudo isso sem receber ou cobrar um único centavo. Pelo contrário, ainda contribui em dinheiro através de ingressos, mensalidades e compra de produtos licenciados. Vale lembrar que esta receita contribui para o pagamento dos seus rendimentos mensais.

Portanto, caro jogador, é preciso deixar as coisas bastante claras: O que se espera de um profissional é que ele exerça as atividades que lhe foram delegadas e que corresponda às expectativas de seu empregador e, principalmente, de quem confia em seu trabalho.

Metas não são sempre superadas. Apenas um time é campeão. Mas perceber uma equipe inteira sem empenho, sem vontade, sem um pingo de consideração por uma camisa que muitos matariam para vestir é algo que decepciona, e muito. Um time que puxa o freio de mão intencionalmente, seja para cobrar vantagens, derrubar um técnico ou prejudicar uma direção não está sendo dígno. Está agindo como um calhorda e calhordas não merecem representar torcida alguma.

Ninguém está pedindo que você ame a camisa que veste. O tempo do amor a camisa realmente já passou.

O que pedimos é que você, tão bem remunerado e exercendo uma função com tamanho impacto na vida dos torcedores, trabalhe com afinco e dê o seu melhor com hombridade e respeito.

Nós torcedores fazemos isso todo santo dia em nossos trabalhos.

Não é pedir demais.

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Murilo Bittencourt on 9 de agosto de 2010 at 3:26

    Carta aberta aos jogadores de futebol DO GRÊMIO, tu quis dizer.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: